JCSP: NAMASSE É DO PHILLIPSON.
MESTRE DO IGUASSU É DO RIO IGUASSU.
Ruberley Viana e André L. Silva, perfeitos nos filhos de T.H.Approval e Glória de Campeão

         No sábado, 7 de setembro, tivemos a disputa no Jockey Club de São Paulo de duas provas das Tríplices Coroas.
No GP HENRIQUE DE TOLEDO LARA (G.1) - CBSI - 2ª PROVA DA QUÁDRUPLA COROA DE POTRANCAS, R$ 30 mil, em 1.800m, grama pesada, reunindo nove Potrancas de 3 anos, triunfo de NAMASSE (F.C.3a.SP - T.H.Approval e Yiddish Mama-ARG por Quinze Quilates), de criação e propriedade do HARAS PHILLIPSON (em grande fase), que pilotada por Ruberley Viana, sobrepujou por ¼ de corpo a Olympic Justice (Wild Event) - que perdeu uma de cinema -; ficando na terceira posição a 1 ½ corpo Força (Salto) - de bela performance -; 2 ¾ corpos à frente da quarta colocada Sassy Race (Salto); fechando o placar a focinho Prada (Drosselmeyer). A seguir: História da Arte (era a candidata), Thara, Nude e Floret-Rouge. A ganhadora tem no preparo o competente Ermelino Sampaio e assinalou 1’51”190 para a distância. Esta foi a 2ª vitória (1ª clássica) de Namasse, além de 3 colocações clássicas em 6 exibições (5 CJ, 1 GV).
No GP IPIRANGA (G.1) - CSN MINERAÇÃO - 1ª PROVA DA QUÁDRUPLA COROA DE PRODUTOS, R$ 30 mil, em 1.600m, grama pesada, reunindo oito Produtos de 3 anos, brilhou em lindo final MESTRE DO IGUASSU (M.A.3a.RS - Glória de Campeão e Rainha Carolina por Roi Normand), de criação do Stud TNT e propriedade do HARAS RIO IGUASSU (Família Pelanda), que sob a tocada perfeita do campeão André Luis Silva, superou por focinho a Atila The King (Forestry) - que formou a dupla de animais em treinamento no Paraná -; concluindo no terceiro posto a 3 ¾ corpos Head Office (Wild Event) - que ponteou até os 300m finais -; 1 corpo à frente do quarto colocado Bien Sureño (First American); completando o marcador a ½ corpo No Sound (T.H.Approval). A seguir: Não Da Mais, Baita Blade e Moleque da Vila. Não correu: Valdés. O vitorioso é preparado por Ademar de Barros Pereira (PR) e empregou 1’36”386 para a milha. Esta foi a 1ª vitória de Mestre do Iguassu, que possui ainda 4 colocações (3 clássicas) em 5 atuações (1 CJ, 4 TR).


Namasse, com R.Viana, adora a grama pesada



Mestre do Iguassu (por dentro), com A.L.Silva, levou a melhor

 

 
 
 

© 2019 - Jornal do Turfe Ltda.
Copyright Jornal do Turfe. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal do Turfe.