OLYMPIC JOLTEON OBTEVE SEU BATISMO CLÁSSICO EM G.1
Corredor do Haras Regina atropelou com ímpeto

João Carlos Faro

O 5º páreo de domingo, 8 de março, no Jockey Club Brasileiro, GP FRANCISCO EDUARDO DE PAULA MACHADO (G.1) - 2ª ETAPA DA TRÍPLICE COROA CARIOCA, R$ 50 mil + R$ 14.545,46 (Added), para Produtos de 3 anos, marcou o batismo clássico (e em prova do seleto G.1) de OLYMPIC JOLTEON (M.C.3a.RS - Elmustanser e Olympic Special, por North Light), de criação e propriedade do HARAS REGINA.
Direção do aprendiz WILKLEY XAVIER, que fora desclassificado no páreo anterior (quando obteria sua 1ª vitória em prova de Grupo), acabou por obter o batismo clássico em corrida do Grupo 1. Uma atropelada avassaladora. Vacheron (Agnes Gold) avançou para formar a dupla, a 1 ½ corpo. Abu Dhabi (Agnes Gold) finalizou em 3º, a ¾ de corpo. O favorito Bavaro Beach (Agnes Gold), que deu muito trabalho ao Carlos Lavor, completou a quadrifeta, a 1 ¾ corpo, superando Notável (Hendrix) por ¼ de corpo. Depois: Hector Gold, Capitão Barbosa, Amor Total, Caribean, Blood Father, Norgaard, Hamburger, Hall Pass, Principe Daniel e Madison. Não correu: Don Bizarro.
OLYMPIC JOLTEON, apresentação preciosa de ROBERTO SOLANES, conseguiu sua 2ª vitória (1ª clássica) em 8 corridas, jamais terminando fora do marcador. Para os 2.000m, grama pesada, assinalou 1’59”83.


Olympic Jolteon, com W.Xavier, impressionou


 

 
 
 

© 2020 - Jornal do Turfe Ltda.
Copyright Jornal do Turfe. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal do Turfe.