CAMINHO DO PRADO
João Carlos Faro

* QUELLER E OLYMPIC KREMLIN - A argentina QUELLER (Stud Santa Maria) e o alazão OLYMPIC KREMLIN (Stud H & R) foram os protagonistas, respectivamente, dos GPs Roger Guedon e José Buarque de Macedo, que servem como preparatórias para as etapas iniciais (feminina e masculina) das Tríplices Coroas cariocas. QUELLER (Roman Ruler) mostrou grande evolução e, numa direção consciente de Waldomiro Blandi (que substituiu Marcelo Gonçalves), resistiu ao final da favorita e companheira de cocheira Idle Ways, na vitória (com sabor de dobradinha) de número 700 do treinador Christiano Oliveira. OLYMPIC KREMLIN (Agnes Gold) - pela primeira vez em defesa das cores do Stud H & R e sob os cuidados do Luiz Esteves (foi sua 1ª inscrição para o turfman Aluizio Merlin Ribeiro) - marcou o primeiro ponto clássico do Valdinei Gil após ter sido contratado pela coudelaria de Aluizio Merlin Ribeiro. De fato, as duas vitórias projetam os ganhadores (se ambos forem confirmados nas aberturas das Tríplices Coroas) a candidatos reais, embora ninguém desconheça que foram poupados alguns dos prováveis nomes mais fortes das carreiras de G.1. 

* ACEDENIR GULART ABRIU 2021 EM ALTA - Ao bom profissional, basta ter boas oportunidades. E isso, Acedenir Gulart deixou claro na reunião inicial de 2021 (4 de janeiro). Com seu tradicional vigor e exibindo muita classe, Gulart venceu 4 das 10 provas daquele dia, em sua melhor performance dos últimos tempos. Gulart venceu o 1º páreo com Acelerador; o 2º com Mindfullness; a 7ª e principal carreira do dia, Prova Especial Eulógio Morgado - Taça Profissionais do Turfe, com Penelope Charming; e o 9º páreo com Hale Bop. Um luxo! 

* PARA A REPRODUÇÃO - Duas éguas bem ganhadoras tiveram anúncio de encerramento da campanha e ingressarão na reprodução: a clássica MADAME INDY (4.Kodiak Kowboy e Poty Indy, por P.T.Indy), do Haras do Morro, que deverá ser coberta por Tiger Heart; e a veloz ZAZA BELA (6.Silver Train e Savana Bela, por Blade Prospector), do Stud Sorato’s, que deverá ser coberta por Comandante Dodge. 

* APENAS DOIS EXAMES PARA ANTIDOPING NOS EUA - De acordo com o Boletim de 6 de janeiro, da Comissão de Corridas, o JCB enviou os fluidos biológicos de apenas dois corredores para o laboratório americano California Animal Health and Food Safety Laboratory System, da Universidade da California Davis, em Sacramento, nos EUA, a fim de serem submetidos a exames antidoping: PENELOPE CHARMING e CASANOVA THUNDER (dois primeiros colocados na Prova Especial Eulógio Morgado - Taça Profissionais do Turfe). 

* F.CHAVES O ÚNICO PROFISSIONAL SUSPENSO - Segundo o Boletim (6/1) da Comissão de Corridas do JCB, apenas um profissional foi suspenso, com base na reunião de 28/12: F.CHAVES (Azzam Luna Kodiak) por 1 corrida, por delitos de raia. 

* MULTADOS POR EXCESSO DE PESO E POR LAVAR CARRO - Segundo o boletim da Comissão de Corridas do JCB (6/1), o total das multas aplicadas atingiu R$ 902,00, com predominância para os 12 casos de excesso de peso. O mais multado foi C.LAVOR - R$ 405,00 - por um somatório de 3 excessos de peso, sendo 2 com Olho No Lô (pesagem e repesagem) e 1 com Olympic Day (pesagem). A multa mais curiosa foi aplicada ao L.H.VIEIRA: R$ 100,00 por lavar carro na ducha da Vila Lagoa, no dia 4 de janeiro, desrespeitando circular da Administração das Vilas Hípicas. 

* B.QUEIROZ VENCE NO CRISTAL E EM CIDADE JARDIM - Bruno Queiroz, que busca o bicampeonato na estatística da Gávea, teve semana das mais proveitosas. Na sexta-feira (8), no Hipódromo do Cristal, venceu o Clássico Presidente Raul Bastian montando Biny Light, do presidente José Vecchio Filho, treinamento de Felipe Vieira. No dia seguinte, esteve em Cidade Jardim e passou na frente no 6º páreo com Uva de Birigui, do Stud Birigui, preparada pelo Osvaldo M. Nascimento. No domingo (10), na segunda-feira (11) e na terça-feira (12) marcou presença nas corridas da Gávea. Haja disposição! 

* JOLIE OLÍMPICA CHEGA À 8ª CORRIDA SEM SAIR DO PLACÊ - Esta filha de Drosselmeyer e Jolie Celina (Trempolino), reapareceu - depois de mais de 5 meses fora das pistas - no sábado (9). E justamente no Las Cienegas Stakes (G.3), em Santa Anita Park, EUA, mesma prova em que a brasileira estreara no turfe americano em 2020 - com vitória e batendo o recorde dos 1.100m, na grama, com seus 1’01” cravados. Este ano, o percurso foi aumentado em 100 metros. Corrida na última posição, JOLIE OLÍMPICA finalizou em 2º, a 2 ½ corpos, sem jamais ameaçar a vencedora Charmaine’s Mia, que bateu o recorde dos 1.200m ao assinalar 1’07”89. JOLIE OLÍMPICA deixou o Brasil invicta através de 3 apresentações e, com as 5 corridas nos EUA, agora tem no retrospecto 5 vitórias (2 nos EUA) e 3 segundos (em provas do G.1, 2 e 3), em um total de 8 tentativas. 

* APOIO: ODMED. 

 

   
     


© 2020 - Jornal do Turfe Ltda.
Copyright Jornal do Turfe. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal do Turfe.