CAMINHO DO PRADO
João Carlos Faro

* AOS POUCOS, TODOS VÃO PARANDO AS ATIVIDADES - O Jockey Club Brasileiro foi a 1ª entidade turfística nacional a perceber a avalanche que era o Coronavírus e logo suspendeu as corridas no Hipódromo da Gávea. Hoje é fácil perceber que a medida era imperiosa. Tudo no País (e ao redor do mundo) vai parando ou sofrendo forte desaceleração e, um a um, hipódromos em todo o mundo vão suspendendo as atividades. Naquele momento, porém, a medida chegou a ser alvo de algumas ácidas críticas, que restaram descabidas, em vista da situação mundial. Entretanto, é fato desculpável, pois a amplitude do problema, àquela época, ainda era desconhecida e nem todos têm o mesmo reflexo para tomar decisões. Portanto, merece parabéns a atitude responsável, corajosa e imediata do JCB. Atitude de quem lidera o turfe brasileiro. Temos o dever de preservar a saúde dos que por aqui atuam e trafegam. Nunca é demais entender que o vírus vem sendo divulgado como mais letal quanto maior a faixa etária. E a faixa etária no turfe é totalmente desfavorável nesse quesito. O JCB fez o dever de casa. Agora, é aguardar que a situação se acalme dentro e fora de nosso País, esperar que medidas inteligentes sigam sendo tomadas e que sejam socorridos os mais necessitados para que vençam o difícil momento. Que o turfe possa escapar dessa “fogueira viva”. Chamuscos (menos ou mais violentos para uns e outros) deverão ser inevitáveis, mas que todos que compõem o esporte - tanto dentro quanto fora das pistas - possam seguir girando a roda do turfe. E isso depende muito das medidas que doravante forem tomadas.

* JCB CANCELA MULTAS E SUSPENSÕES - A Comissão de Corridas do JCB decidiu cancelar todas as multas e suspensões que havia aplicado aos profissionais do turfe entre os dias 2 e 10 de março.

* RODÍZIO NO HORÁRIO DOS TREINAMENTOS MATINAIS - Como medida preventiva, visando a minimizar as possibilidades de contaminação de profissionais e funcionários pelo Coronavírus, sem causar prejuízo à performance dos animais alojados nas Vilas do Hipódromo da Gávea, o JCB decidiu adotar o regime de rodízio para os treinos matinais inicialmente entre os dias 18 e 28 de março. No dia 18 e nos demais dias pares até 28, o horário das 4 às 6 horas ficará exclusivo para os animais alojados na Vila Lagoa e o das 6 às 8 horas para os animais alojados nas Vilas Hípica e Tattersall; no dia 19 e demais dias ímpares até 27, das 4 às 6 horas para os animais alojados nas Vilas Hípica e Tattersall e das 6 às 8 horas para os animais alojados na Vila Lagoa.

* V.BORGES E M.ALMEIDA VENCEM NO EXTERIOR - Eles estão atuando, respectivamente, nos turfes de Hong Kong e dos Estados Unidos, e obtiveram suas primeiras vitórias no mesmo dia 18 de março. Vagner Borges, tetracampeão da estatística de jóqueis do Hipódromo da Gávea e vencedor do GP Brasil com Bal A Bali, ganhou no Hong Kong Jockey Club montando o cavalo australiano Very Sweet Orange, de 5 anos, em 56”83 os 1.000m, grama. Marcelo Almeida, bicampeão do GP Brasil (Lord Marcos e Velodrome) ganhou em Tampa Bay Downs pilotando a égua R D Have Faith, que avançou para o triunfo na marca de 1’06”31 para os 1.100m, areia.

* APOIO: ODMED.

 

 
 
 

© 2020 - Jornal do Turfe Ltda.
Copyright Jornal do Turfe. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal do Turfe.