SEMANA CHEIA
Marco A. de Oliveira

Pois é, há semanas em que busca-se um assunto; na que passou – contudo – assunto é o que não faltou.
Destaco primeiramente o evento maior do interior gaúcho em termos turfísticos, o 83º G.P. Princesa do Sul disputado domingo último na Tablada. Embora o público limitado em virtude do cumprimento do Decreto Municipal em função da pandemia, o evento – excetuando os aficionados – não deixou nada a dever e nesse ínterim aproveitamos para cumprimentar a Diretoria do Jockey Club de Pelotas.
Um programa com sete provas interessantes ganhando maior força na virada, com a realização do G.P. JCRGS (Jornal do Turfe 26 Anos), nos 1.600m, reunindo seis animais e reduzindo-se na partida em falso a cinco. Já que disparou o concorrente Cumpridor (5). Dada a largada, com uma má pisada de Don Rucca (4), mandou-se à frente Fort Red (1A) deixando Olympic Laura (2), Summer Holiday (3) e Bolt Shot (1) nesta sequência, com Don Rucca bastante atrasado. Isso durou até a primeira passagem pelo disco, pois – já na curva da Havan – Don Rucca ganhava posições. Solto à frente seguia Fort Red com Olympic Laura cedendo espaço paulatinamente para Summer Holyday e já Don Rucca agrandando-se pela reta oposta. Ao iniciarem o percurso da última curva, Olympic Laura sumia e melhorava Bolt Shot dando a impressão que poderia ameaçar mais adiante o próprio companheiro e líder da prova. Ao entrarem pelo linheiro final, Fort Red apartou-se ainda mais, já com Bolt Shot tomando o segundo posto em breve batalha contra Don Rucca. Daí até o disco foi um passeio do filho de Redattore e Joy And Prince, com Antony Renan fazendo apenas posição para a foto, cruzando vários corpos adiante do parceiro Bolt Shot e este igualmente livrando vários para Don Rucca em terceiro, depois Summer Holiday e Olympic Laura, esta muito longe fechando a raia. O tempo do pupilo do L.F.Santos e de propriedade do Stud Lobão de Pelotas, que ganhou de dobrada, foi de 1’42”4/5 para a pista de areia encharcada em alguns trechos. Entretanto, faltava o ápice da jornada e com os minutos passando aumentava a expectativa para o “G.P. Princesa do Sul” nos 1.900m da cancha remodelada. Oito animais foram à raia devido ao forfait de Obscène (9). Jeune Coureur (2) tornou-se favorito nos giros finais das apostas, logo seguido pelo ligeiro Pit Stop (5). Na hora do vamos ver a coisa foi algo diferente. Dada a largada em boas condições, Pit Stop confirmou o esperado e mandou-se adiante, seguido por Deep Dream (4), Jeune Coureur e Campeão Corunilha (6). Assim foram até a primeira passagem pelo disco, quando Liberty Corner (7) veio para o quinto posto. No percurso da reta oposta nada se alterou, exceto ao final da mesma quando Deep Dream aproximou-se rapidamente e passou a disputar a ponta com o líder. Já na curva da esquerda, Deep Dream tomou a dianteira enquanto Pit Stop pagava tributo a sua velocidade, cedendo terreno e já sendo acossado por Jeune Coureur. Assim entraram pela reta final, Jeune Coureur passou para segundo nos últimos 200 – após luta árdua com Pit Stop – e tentando em vão uma aproximação do líder. O Grande Prêmio estava literalmente corrido. Ao cruzarem o espelho Deep Dream (Redattore e Angel Carina) livrara vários para Jeune Coureur em segundo e este dois corpos para Pit Stop defendendo galhardamente o terceiro posto decidido no foto em seu favor contra O Sole Mio (8). A seguir chegaram Liberty Corner, Chico Bento (1), Em Cima do Laço (3) e Campeão Corunilha. Portanto, nas provas clássicas da tarde festiva da Tablada, Redattore bisou enquanto pai dos vencedores. O tempo empregado pelo pupilo de Pedro Oliveira – que ganhou três na reunião –, serenamente dirigido por Henrique Oliveira, alcançou marca recorde de 2’00”3/5. Resta dizer que Deep Dream defende as sedas “branco, símbolo laranja e branco, gola, mangas e boné ouro” da sociedade Oitavo Stud e Haras Princesa do Sul, sendo criado pelo Stud TNT. O laureado do 83º G.P. Princesa do Sul é um castanho de cinco anos.
Outro evento, este no Hipódromo Cristal, efetuou-se na 5ª feira, 10 de junho. Uma promoção bem-vinda, de cunho promocional por iniciativa do então Presidente José Vecchio Filho, permeou narradores em atividade com relatores do passado. Foi uma tarde festiva, não só pela eleição para Presidente do Jockey Club do Rio Grande do Sul do Sr. Deuclides Palmeiro Gudolle e seu vice Sergio Baumgarten, como também pelo proposto complexo narrativo. Oito provas, cada uma com seu respectivo relator convidado, e o clássico com o atual locutor oficial Airton Barnasque. Nem a chuva que caiu em cerca de metade da reunião empanou a iniciativa do JCRGS. Que outras promoções venham, agradecendo – obviamente – a inclusão do meu nome em meio à seleta lista.

Na entrada da reta final, Deep Dream vai despedindo-se para conquistar o G.P. Princesa do Sul – 2021. Em segundo ainda aparece Pit Stop com Jeune Coureur (pela cerca) em terceiro, posições estas que se inverteriam logo adiante.

       

   
     


© 2020 - Jornal do Turfe Ltda.
Copyright Jornal do Turfe. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal do Turfe.