REGISTRO DAS ATIVIDADES DOS GARANHÕES EM 2021
Milton Lodi

Como costuma fazer anualmente, a ABCPCC fez publicar um trabalho muito bem feito relativo as atividades quanto ao registro dos reprodutores, no ano anterior, no caso em 2021. Esse trabalho tem um alto grau de informações, com esmerado cuidado da equipe de retaguarda da entidade, retaguarda esta que conta com a excepcional qualidade da superintendente Mayra Frederico, que tem um vasto conhecimento de todos os detalhes do turfe, como consequência de uma especial atividade junto a um trabalho de grande importância promovido pelo Sheikh Mohammed, que proporciona um curso com 2 anos de duração junto aos principais centros de criação e corrida do mundo, incluindo EUA, França, Inglaterra e Austrália, entre outros importantes centros turfísticos do mundo.


Mayra Frederico

Mayra Frederico formou-se na primeira turma desta importante promoção do Sheikh Mohammed, passando por conhecimentos fundamentais quanto a regulamentos, promoções de vendas, técnicas na difícil arte de treinar cavalos, em suas diversas modalidades. Apenas como simples exemplo, pode-se citar o setor de treinamentos de cavalos para participar de corridas, enquanto nos EUA a base dos mesmos é formada por repetidas partidas violentas na distância aproximada de 700m, quanto maior a distância do páreo a ser corrido, maior a intensidade do exercício, ocasionando até mesmo a lesão de muitos animais em trabalhos nas pistas, o que não é entendido como de extrema importância para uma produção anual de mais de 22 mil produtos. Enquanto isso, dentro do mesmo confronto comparativo, na Austrália, a natação é fartamente utilizada no preparo dos corredores, não só melhorando o fôlego dos animais como também poupando da eventual dureza dos pisos. Mayra tem um farto conhecimento dos vários tipos de turfes praticados no mundo e é com esse conhecimento que ela exerce na superintendência da Associação Brasileira o comando do pessoal da retaguarda.
O resultado disso é, além do corriqueiro trabalho dos registros oficiais, publicações, como o já citado catálogo referente às atividades dos garanhões que trabalharam no turfe brasileiro em 2021.
O referido trabalho é de fundamental importância para todos os criadores e os turfistas de um modo geral, pois apresenta detalhes como por exemplo: pedigrees, histórico de atividades. A publicação é crucial principalmente para os criadores quando do planejamento das coberturas.
A Associação Brasileira conta, no momento, com uma nova administração eleita para essa entidade que sempre contou, desde que teve sua primeira sede implantada em São Paulo, com administrações adequadas e no momento ela é chefiada pelo criador e proprietário Luis Felipe Brandão dos Santos (Stud Eternamente Rio), já vindo de um grande sucesso com a promoção da Copa Precocidade e Velocidade, distribuindo dotações de muito bons valores, a tal ponto que para 2023, já temos 25 inscrições confirmadas. 
O turfe brasileiro está no momento com uma criação de alto valor internacional, o que tem por outro lado a exportação de muitos elementos que certamente se ficassem em nosso país seriam muito positivos para a criação brasileira.
Para finalizar, não custa lembrar que a importação de diferentes sangues é uma necessidade mundial, que tem como um dos seus pontos fortes a internacionalização dos sangues, mas esse é um detalhe altamente negativo para a nossa criação em função de uma perversa taxação governamental, que penaliza essas importações em quase 40%, limitando assim o poder aquisitivo de nossos criadores. Mas isso é um assunto para outro texto.

 

   
     


© 2022 - Jornal do Turfe Ltda.
Copyright Jornal do Turfe. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal do Turfe.