LEILÕES E O GP SÃO PAULO 2021
Milton Lodi

Continuam os leilões se processando de forma satisfatória. De certo modo esse sucesso é surpreendente, pois o momento não parecia ser tão favorável, mostrando uma tendência de um futuro próximo tão promissor.
Em meados de abril, já o leilão virtual promovido pela TBS movimentou aproximadamente 6.250.000 reais, com inclusive venda para o exterior, de 27 animais para o Uruguai, num total de pouco mais de 100 cabeças.
Agora, no princípio do mês de maio, em lugar de terem sido oferecidos produtos de sobreano, voltou a TBS com a oferta total da geração 2020 (desmamados) do paranaense Haras Palmerini, com outro bom resultado, com média pouco superior 26 mil reais.
No dia seguinte, a APPS vendeu a totalidade da geração de 2019 do gaúcho Haras Bagé do Sul, que ofereceu 27 cabeças, predominantemente filhos de Alcorano, garanhão brasileiro sediado no próprio Haras Bagé do Sul, e que produziu no presente ano o ganhador do GP José Pedro Ramirez (G.1), principal prova do Calendário Clássico do Uruguai. A média, mais uma vez foi satisfatória, atingindo pouco mais de 46 mil reais.
Esses três leilões já realizados, todos virtuais, tendo sido 2 pela TBS e 1 pela APPS, anteveem um grande sucesso no próximo leilão a ser promovido pela APPS. Estamos falando do leilão anual dos animais em oferta pública do haras líder brasileiro, o Haras Santa Maria de Araras, com uma oferta em duas etapas, a primeira na quarta-feira (hoje), 12 de maio, de todos os produtos machos desmamados em total de 54, e no dia seguinte, quinta-feira, 13, 22 potrancas também desmamadas e mais 15 reprodutoras cheias. Essa oferta de 92 cabeças, na semana da realização do GP São Paulo, deverá ser, como anualmente, um sucesso, já que o Araras mantém a supremacia de sua criação há muitos anos. Logo na primeira noite, há dos 54 machos desmamados, a maioria, em número de 31, é constituída por filhos do mais do que consagrado Put It Back, sempre mantendo um alto padrão de produção, inclusive atualmente com o ótimo Pimper’s Paradise.
Por falar no GP São Paulo 2021, dois dos três melhores animais em campanha nas pistas brasileiras, George Washington e Olympic Impact, estão inscritos na maior prova do turfe paulista, que reuniu neste ano, 15 competidores.
Só não está inscrito, guardado, provavelmente para o GP Matias Machline (G.1), o terceiro grande nome do momento em nossas pistas, Pimper’s Paradise. Em uma apreciação superficial, George Washington apresenta-se como provável favorito, logo seguido na preferência geral pelo seu habitual competidor Olympic Impact. Há ainda a considerar, a excelente campanha do cavalo Head Office, habitual montaria do nosso campeão mundial Jorge Ricardo. A garantia de um provável sucesso na prova está garantida pela presença, montando esses três prováveis favoritos, três excelentes jóqueis, quais sejam, Henderson Fernandes, Alex Mota e Jorge Ricardo.


Henderson Fernandes

 


Alex Mota - Sylvio Rondinelli

 


Jorge Ricardo - Sylvio Rondinelli

 

É uma pena que a grandeza das corridas esteja limitada pela proibição da presença do grande público, em função da necessidade da preservação de aglomerações em consequência da pandemia. Mesmo assim, a promoção da semana do GP São Paulo, com corridas sexta, sábado e domingo, com várias provas do Calendário Clássico, apresentando muitos dos melhores corredores brasileiros, deverá ter sucesso.
Os três páreos mais importantes além do próprio GP São Paulo, que são o GP Presidente da República (Milha Internacional), GP OSAF (o chamado São Paulo das éguas), e o GP ABCPCC (Quilômetro Internacional), tem campos respectivamente com 12, 14 e 14 animais inscritos. Além destas citadas 4 provas, mais três provas de Grupo serão disputadas, quais sejam, os GGPPs João Cecílio Ferraz e Juliano Martins, respectivamente para definirem as lideranças das alas feminina e masculina de 2 anos, e o GP Augusto de Souza Queiroz, prova na areia em 1.400m.
Será, sem dúvidas uma semana brilhante para o turfe paulista.

 

   
     


© 2020 - Jornal do Turfe Ltda.
Copyright Jornal do Turfe. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal do Turfe.