INÍCIO DE NOVEMBRO DE 2019
Milton Lodi

 A- A Turfe Em Revista e este semanário publicaram uma série de novidades de muito interesse do público turfista. Por um lado, trata de novos tipos de apostas, dando maior margem de interesse para os apostadores, com isso sugerindo melhoria nos movimentos gerais de apostas. Mas há dois pontos ainda mais importantes. Um deles é a pedra única, almejada por todos há muito tempo, e que agora está em vias de ser praticada. Com isso, com todas as tábuas apregoadas de apostas englobando feitas nos vários hipódromos, com isso resultando maior volume, um maior volume de apostas apregoado facilita para os apostadores mais fortes. E a notícia mais importante parece aquela que vai se iniciar no mês de março de 2020, quando as apostas internacionais sobre os páreos corridos no Brasil serão apregoadas já em reais em nossos totalizadores de apostas. É importante assinalar que nesse tipo de intercâmbio de apostas, no momento ainda em fase inicial, os movimentos de apostas já ultrapassaram 1.5 milhões de euros. Isso quer dizer que, com o aumento de páreos brasileiros nas apostas na França, por exemplo, mais páreos e com o crescente aumento nas apostas, os resultados podem ou devem chegar a números bem significativos. Também nesse setor as perspectivas são bem boas. Vamos aguardar para que tudo se realize.

B- O Jockey Club Brasileiro realizou o GP Antônio Joaquim Peixoto de Castro Júnior, um dos principais beneméritos do turfe brasileiro, apresentando um campo de competidores de muito bom nível técnico, com três corredores ganhadores de Grupo 1, mais dois vencedores de Grupo 2, e os demais também de muito padrão. Foi um páreo muito bem disputado, saindo-se vencedor o cavalo Agassi, que conseguiu um percurso privilegiado, pois correndo em 7º em páreo de 9 competidores, conseguiu fazer todo o percurso junto a cerca interna, surgindo nos últimos metros pela linha 2 em forte arremetida. O companheiro de cocheiras George Washington, ganhador do GP Brasil de 2019, também correu atrás para uma atropelada, que veio forte até o meio da reta final e aí arrefeceu, chegando em 5º lugar. As teóricas repetições desse páreo poderiam vir a mostrar um resultado diferente, isso sem pretender deslustrar a brilhante vitória de Agassi, pois houve quem atropelasse violentamente e descontando muito, só chegando a tempo de um bom 4º lugar. Agassi e George Washington irão ao Pellegrini, mas o retorno da Argentina é sempre problemático, sem voos de volta. Vamos ver.

 

 
 
 

© 2019 - Jornal do Turfe Ltda.
Copyright Jornal do Turfe. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal do Turfe.