ENTREVISTA COM GABRIEL NORBERTO LOTTICI E GABRIEL NORBERTO LOTTICI FILHO (JUNTOS)



Bibinho e Bibi

 

JT- O HARAS NIJÚ CRESCEU NOS ÚLTIMOS ANOS. A QUE VOCÊ ATRIBUI ISSO? A MUDANÇA PARA BAGÉ FOI FUNDAMENTAL?
BB - Vou contar um pouco da nossa história, o que ajuda na resposta. O amor pelo cavalo de corrida e corrida de cavalos vem passando de gerações, sendo a velocidade da Cancha Reta o berço de nossa família no turfe. O Haras Nijú funcionou em São José do Ouro na localidade do São Pedro do Iraxim por bom tempo, criamos bons cavalos, mas ficávamos isolados neste meio. Em busca de profissionalização e qualidade, trabalhamos como pensionista do Haras Evany em Carazinho/RS, e em seguida com o Haras Santa Tereza do Bom Retiro em Júlio de Castilhos/RS, assessorados pelo Dr. Adriano Quadros. Neste período passamos a investir mais em genética e a frequentar Bagé, conhecida pela tradicional qualidade dos animais lá criados. A cada visita ficava mais nítida a adaptabilidade do cavalo de corrida nesta região da campanha gaúcha. Foi então que em 2012 surgiu a oportunidade de nos instalarmos em Bagé/Aceguá, onde mantivemos a filosofia de criação do vitorioso Stud Eternamente Rio, bem como a equipe chefiada pelo Dr. Raul Gomes Rocha. Crescemos juntos, adquirimos experiência e muitas informações, seguimos investindo e criando critérios, e este complexo todo nos permitiu crescer almejando bons resultados.


Wired Bryan - Baliza1 - PMU Brasil


JT- AS VITÓRIAS SE SUCEDEM NA CANCHA RETA E NOS HIPÓDROMOS...
BB - Para nós, é muito gratificante ver que nosso trabalho vem trazendo bons resultados a nossos clientes, mas muito é mérito dos treinadores e suas equipes a quem agradecemos o cuidado e parabenizamos pelas vitórias, afinal é como se ter uma pedra preciosa, se não soubermos lapidar, perdemos a joia. Seguimos trabalhando para melhorar, afinal a alta competitividade nos exige que assim seja.

JT- WIRED BRYAN FOI UM BELO ACERTO...
BB- Este tordilho é magnífico, físico maravilhoso, tem porte, temperamento calmo, sempre voluntarioso, pedigree com vários pontos de força que facilmente são explorados nos cruzamentos, e sua campanha merece atenção. Correu 6 vezes, todas aos 2 anos, obteve 4 vitórias (inclusive G.2), 1 segundo lugar a focinho em G.2, e 1 quinto lugar em G.1, ganhou dos 1.000 aos 1.400 metros, ganhou mais de 530 mil dólares em prêmios, e tudo isto aos 2 anos. O que ele poderia ter sido aos 3, 4, 5 anos?
Sua progênie da primeira geração não é grande, e está espalhada nos Hipódromos do Brasil, Uruguai e Cancha Reta, e em todos os lugares já tem ganhadores, com destaque para Happy Bryan, líder de geração no RJ, 6 corridas, 5 vitórias, ganhadora de G.1, G3, Listed Race e Troféu Mossoró de Melhor Velocista da Temporada 2018/2019.

JT- COMO ESTÁ O PLANTEL?
BB- Nosso plantel busca atender as demandas do prado e da cancha reta, e para tanto temos reprodutoras específicas de cada mercado e algumas consideradas por nós como “duplo propósito”. Esta temporada cerca de 70 a 75% das reprodutoras serão padreadas, incluídas as de propriedade em parceria com o Stud Eternamente Rio.

JT- COBERTURAS DESTE ANO?
BB- Wired Bryan, Vettori (alojados conosco no Haras Nijú), Verrazano, Can The Man, Alpha (primeira temporada no Brasil), Drosselmeyer, Agnes Gold, Que Fenômeno, Goldikovic, Glória de Campeão...  

JT- GERAÇÕES 2018?
BB- Excelente, 22 fêmeas e 21 machos, progênie de Agnes Gold, Put It Back, Drosselmeyer, Wild Event, Wired Bryan, Tiger Heart, Billion Dollar, Goldikovic, Glória de Campeão...

JT- QUANTOS NASCIMENTOS EM 2019?
BB- Quarenta e cinco são esperados.

JT- QUANTAS ÉGUAS SERÃO COBERTAS FORA?
BB- A princípio serão padreadas apenas com os reprodutores sediados em Bagé e Aceguá, mas não descartamos a ideia de mandar alguma reprodutora cobrir em outra região.

JT- CHEGARÁ MAIS ALGUM REPRODUTOR?
BB- Para esta temporada Bagé está bem servida de garanhões, além dos alojados na temporada 2018, chegaram Verrazano, Alpha e Can The Man dos Estados Unidos, Que Fenômeno vem reforçar o plantel e Comandante Dodge será incorporado na reprodução.

JT- DR. RAUL FOI UM DIVISOR DE ÁGUAS?
BB- Sim. Criar cavalos de corrida é extremamente complexo, cheio de detalhes, e diretamente dependente da sensibilidade de quem coordena a equipe no manejo diário. Dr. Raul é um profissional extremamente capacitado e dedicado, determinado em obter o melhor resultado. Nos apresentou novas realidades que abriram horizontes.

JT- COMO FICA COM SUA SAÍDA?
BB- Agradecemos toda a sua dedicação nestes 7 anos juntos, desejamos que siga seu caminho de sucesso no seu novo desafio, ambos sabemos que podemos contar um com o outro, pois construímos um forte elo de amizade.
Com excelentes referências, o Médico Veterinário Roberto Quintanilha aceitou o desafio de coordenação da equipe e trabalho no Haras Nijú. Roberto conta em nossa equipe com o Med. Veterinário Luis Felipe Lagreca, que estagiou no Haras Nijú e iniciou seu trabalho neste ano de 2019 e também com a Med. Veterinária Emanuele Kugeratski, que estagiou e trabalhou conosco nos últimos anos e agora chega com experiência em haras norte-americano. Estamos com a equipe preparada para esta fase de transição, contamos com a disponibilidade do Dr. Raul sempre que necessário, e temos certeza de que manteremos a qualidade em nossa criação.

JT- LUIZ ESTEVES COMO TREINADOR?
BB- Muito conhecimento e sensibilidade com cavalos de corrida, além do comprometimento e capricho, são marcas registradas deste dedicado treinador. Foi através dele e do Dr. Adriano Quadros que surgiu a oportunidade do Haras Nijú se instalar em Bagé. Desde então mantemos contato estreito, e podemos testemunhar o incrível feeling do Esteves com cavalos de corrida, desde a criação, e obviamente nas pistas. Quando nos conhecemos contava com poucos cavalos em treinamento, mandamos animais oriundos da Cancha Reta e acompanhamos seu sucesso nas pistas até hoje e testemunhamos algumas façanhas como ganhar 3 provas de G.1 no mesmo final de semana, para o mesmo proprietário. Com sua dedicação, feeling e capricho, com certeza têm muitas vitórias a serem desfrutadas.

JT- MENSAGEM FINAL
BB- O Haras Nijú segue trabalhando para obter bons resultados e trazer felicidades e emoções a seus clientes. Criamos na esperança que todos os potros no futuro brilhem nas pistas e se tornem grandes cavalos da história do turfe. Agradecemos a todos os proprietários e suas equipes que confiam em nosso trabalho, e nos estimulam a seguir na busca de melhorar sempre. Temos o desafio de manter a qualidade na criação, satisfazer ao máximo nossos clientes, buscar o melhor resultado nas pistas e termos equilíbrio financeiro.
O Haras Nijú agradece a oportunidade ao Jornal do Turfe, aos nossos clientes e amigos pela confiança em nossa criação, e estamos de porteiras abertas para recebê-los!

 

 
 
 

© 2019 - Jornal do Turfe Ltda.
Copyright Jornal do Turfe. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal do Turfe.