CARTA AO LEITOR

 

GP TURFE GAÚCHO E COURTIER

No último final de semana, tivemos a disputa do 51º GP Turfe Gaúcho, em 700m, com trilhos individuais nos primeiros 100m.
Vinte e seis animais foram confirmados, um verdadeiro recorde nos últimos 15 anos.
Com muitas confirmações maiores são as dificuldade no fechamento das voltas (que se tornam mais demoradas) e, sinceramente, quanto mais números, menor o volume final das apostas.
Nos remates muito bem comandados pelo Luciano Silva e pelo Binha, foram jogados R$ 300 mil. Nos 17 grupos de whatsapps mais de R$ 500 mil (nestes a participação do JCRGS é de 5% limpos).
O diretor de apostas Mano Estrázulas e os mandatários José Vecchio Filho/Luiz Fernando Cirne Lima têm se esforçado muito para o sucesso da tradicional penca do Hipódromo do Cristal. E quem trabalha alcança.
Na pista não existiram prejuízos e um casal de potros chamou muito a atenção e terá que ser respeitado daqui para frente.
Dashing Court era meu favorito desde sempre. Eu falei no programa Turfe Em Alto Estilo e para amigos que se arrumaram...
Bianca Light, produto da 2ª geração do futuroso Billion Dollar, perdeu, mas sempre deu carga ao campeão.
Dashing Court é filho da grande sensação da nova geração - Courtier - que quando chegou ao Brasil, recebi a ligação do Dr. Fernando Perche e, na conversa que tivemos, apostávamos em seu sucesso.
José Laudo DeCamargo e sua Santa Escolástica o selecionaram. Não tinha como dar errado.
Bom para a criação paranaense - está alojado no modelar Haras Santarém - e brasileira.
Parabéns ao Haras Cima, sua equipe e conexões!

MARCOS RIZZON

 

 

 
 
 

© 2019 - Jornal do Turfe Ltda.
Copyright Jornal do Turfe. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal do Turfe.