Gávea
 
 
 

HIPÓDROMO DA GÁVEA - RIO DE JANEIRO

FÁCIL VITÓRIA DE SPECIAL ENVOY
O pilotado de Vagner Borges arrastou seus rivais

            Numa vitória em que alardeou superioridade, o cavalo SPECIAL ENVOY (M.A.4a.PR - Redattore e Iceland, por Mark Of Esteem), criação do Haras São José da Serra e propriedade do Stud Allstar Brasil dominou o GP SALGADO FILHO (G.3), 5º páreo de domingo, 15 de outubro, na Gávea.
SPECIAL ENVOY foi o último a largar, num páreo cheio de alternâncias de posições. Na entrada da reta decisiva, Last Hope liderava seguido de Kapoor e de Magic Citizen. SPECIAL ENVOY já surgia em quarto, junto à cerca interna e com Vagner Borges apenas esperando o espaço abrir para seu pilotado avançar. A 500m da meta, Vagner Borges embicou seu conduzido para fora e SPECIAL ENVOY progrediu em rápidos galões para dominar o ponteiro Last Hope nos 200m finais e cruzar o disco 3 corpos à frente de Last Hope (5.Distorted Humor), que manteve a dupla com 7 1/2 corpos à frente do terceiro colocado Ultra-Rápido (5.Refuse To Bend). Em quarto a 7 corpos finalizou Know How (4.Drosselmeyer) e a 3/4 de corpo completando o placar, Magic Citizen (4.Proud Citizen), companheiro de cocheira de Last Hope. A seguir: Kapoor, Jardim de Outono e Ilha de Páscoa.
SPECIAL ENVOY, apresentado de forma especial por Pedro Barbosa Lima - que também é o titular do Stud Allstar Brasil - obteve a 5ª vitória (2ª em prova do universo clássico, 1ª em carreira graduada), num total de 13 tentativas, registrando 1’38”80 nos 1.600m, areia pesada.


Special Envoy, com V.Borges, está no ápice de sua campanha

 

MIDDLE FAST: ATROPELADA CERTEIRA
V.Mota e C.Resende conquistaram seus batismos clássicos

         A égua MIDDLE FAST (F.C.4a.RS - Crimson Tide e Pour Rafaela, por Vettori), criação da COUDELARIA JESSICA e propriedade de Francisco de Paula Elias Filho, numa atropelada vigorosa deu o batismo clássico tanto à aprendiz de joqueta Victoria Mota - logo na primeira participação em carreira clássica - quanto à treinadora Cristina Resende. O êxito ocorreu nos 1.000m do GP COSTA FERRAZ (G.3), 6º páreo de domingo, 15 de outubro, no Jockey Club Brasileiro.
Kremlin largou na frente, mas cumprindo boa estratégia D’Enny Star partiu para cima da ponteira. Fast Music, Tanoney, Marilyn, Richiesta, Desejada Poty, Equivalenza, Sunset Shimmer e MIDDLE FAST vinham em seguida.
Nos 400m finais, Victoria Mota conseguiu tirar MIDDLE FAST do trânsito (no lance, Equivalenza ficou mal e Valdinei Gil abandonou a carreira). Aproveitando o espaço, Alexandre Correia trouxe Sunset Shimmer por fora de todas. A 200m da meta, Kremlin resistia a vários ataques, mas 100 metros depois o panorama modificou-se completamente. Exigida na canhota por Victoria Mota, MIDDLE FAST avançou e, em rápidos galões, assumiu a dianteira, ainda com fôlego para resistir ao final forte de Sunset Shimmer (4.Drosselmeyer), que formou a dupla, a 1/2 corpo da ganhadora. Kremlin (4.Roderic O’Connor) a 1 1/2 corpo sobrou para terceiro, com Marilyn (5.Pavillon) a 1 corpo na quarta posição e Desejada Poty (4.Desejado Thunder), que chegou a dar boa impressão no início da reta, junto à cerca interna, a 1/4 de corpo deu números definitivos ao marcador. Depois: Richiesta (a favorita), Tanoney, Fast Music, D’Enny Star e Equivalenza.
MIDDLE FAST, apresentada em perfeitas condições por Cristina Resende, marcou seu 7º triunfo (1º em prova de Grupo) em 23 saídas. O tempo para os 1.000m, grama pesada (7m) foi de 57”67.


Middle Fast, com V.Mota, do Claiming para o G.3

 

 
 

© 2017 - Jornal do Turfe Ltda.
Copyright Jornal do Turfe. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal do Turfe.