HIPÓDROMO DA GÁVEA - RIO DE JANEIRO

GOGO BOY DOMINOU A PROVA ESPECIAL GROOVE
Filho de Kodiak Kowboy fechou 100% clássico de Ronaldo M. Lima

No 2º e principal páreo de terça-feira, 12 de março, na Gávea, PROVA ESPECIAL GROOVE, R$ 12 mil, para Produtos de 3 anos e mais idade, vitória firme de GOGO BOY (M.C.3a.RS - Kodiak Kowboy e Opera Pop, por Midnight Tiger), criação do Haras Anderson e propriedade do Stud Pedudu, fechando uma semana clássica totalmente vitoriosa para Ronaldo Marins Lima.
O páreo saiu ligeiro. Golden Cat puxava o pelotão e era acompanhado de perto pelo favorito Akal. GOGO BOY, que havia largado em 4º, no meio da curva já era 3º. No início da reta, seguia intensa a disputa entre Golden Cat e Akal. Entretanto, na tocada ritmada e vibrante de Leandro Henrique, GOGO BOY descontou paulatinamente a diferença que o separava dos ponteiros e dominou-os. Nos metros finais, American Bull (4.Benny The Bull) e El Bacan (6.Amigoni) avançaram para 2º e 3º, respectivamente, a 1 ¾ corpo e 1/4 de corpo. Golden Cat (3.Discreet Cat) foi 4º, a 1 corpo, derrotando o favorito Akal (3.Trinniberg), que fechou o marcador, a 5 corpos. A seguir: Joe Andretti e Noruz.
GOGO BOY, que experimentava o Lasix pela 1ª vez, obteve sua 3ª vitória (2ª clássico) em 9 tentativas e gastou 1’19”38 nos 1.300m, areia macia.

 

FANCIFUL, PRATICAMENTE DE PONTA A PONTA
Pilotada de Waldomiro Blandi resistiu

No 2º páreo de domingo, 17 de março, no Jockey Club Brasileiro, GP RIBOLETTA (G.3), R$ 30 mil + R$ 14.000,01 (Added), para Éguas de 3 anos e mais idade, FANCIFUL (F.C.4a.RS - Wild Event e French Riviera, por Lode), criação do Haras Santa Maria de Araras e propriedade do Stud Santa Maria, entrou a reta oposta assumindo a liderança e, na tocada firme de Waldomiro Blandi - que substituiu M.Gonçalves -, resistiu até o disco à companheira de cocheira e favorita Easiest Way (5.Adriano), que avançou nos 200m finais para formar a dupla, a 1 ¼ corpo da ganhadora. Ordinary Love (4.Ay Caramba) finalizou em 3º, a ½ corpo, com Per-Pieacere (4.Plenty Of Kicks) em 4º, a ¼ de corpo, agarrada com a 2ª e 3ª colocadas. Escalera Real (4.Agnes Gold) completou o marcador, a 3 ½ corpos, ela que perseguiu de perto a ganhadora até os 200m finais. A seguir: Betting Site. Grand Amiga não correu.
FANCIFUL, apresentada em ótima forma por Christiano Oliveira, obteve sua 6ª vitória (4ª clássica) em 14 saídas e registrou 2’06”80 nos 2.000m, grama pesada.


Fanciful, com W.Blandi, gostou de correr solta na ponta

 

GAIVINA SE IMPÕE NO GP DIANA E TÍTULO FICA SEM CANDIDATA
Pilotada de Valdinei Gil foi a melhor nos 2.000m (GP)

No 5º páreo de domingo, 17 de março, no Hipódromo da Gávea, GP DIANA - 2ª ETAPA DA TRÍPLICE COROA CARIOCA DE POTRANCAS (G.1), R$ 60 mil + R$ 24.242,44 (Added), para Potrancas de 3 anos, a candidata ao título Grandeza, que contou com a direção de W.Blandi em substituição a M.Gonçalves, foi para frente, mas perseguida de perto por Midsummer Rain, que não lhe deu folga. Nos metros finais, GAIVINA (F.C.3a.RS - Gone Astray e Calandra, por Put It Back), criação e propriedade do Haras Santa Maria de Araras avançou forte, juntamente com Naomi Broadway (Salto) e ambas dominaram a ponteira - e candidata ao título - Grandeza (Put It Back), que finalizou na 3ª colocação. Da 1ª para a 2ª, diferença de ¾ de corpo; para a 3ª, de ¼ de corpo. Pineapple Pie (Wild Event), que correu em 4º durante a maior parte do tempo, manteve a posição, a 3 ¾ corpos; e Midsummer Rain (Setembro Chove) deu números finais ao placar, a 1 corpo. Depois: Perigoosa, Lisboeta, Kassie’s Angel, Ray Grass e Little Bad Girl.
GAIVINA, mais uma ganhadora apresentada por Christiano Oliveira, conquistou sua 4ª vitória (todas clássicas) em 7 corridas e assinalou 2’03”13 nos 2.000m, grama pesada.


Gaivina, com V.Gil, dominou nos 50m finais

 

OR NOIR VENCEU COM SOBRAS
Wesley S. Cardoso e Venâncio Nahid, perfeitos

No 8º páreo de domingo, 17 de março, na Gávea, CLÁSSICO COARAZE (L), R$ 20 mil, destinado a Produtos de 3 anos e mais idade, uma vitória fácil do favorito OR NOIR (M.A.4a.RS - Soldier of Fortune e Années Dorées, por Mensageiro Alado), criação e propriedade do Haras Doce Vale. Corrido na 4ª posição de início, na reta decisiva, quando exigido por Wesley da Silva Cardoso, OR NOIR correspondeu plenamente e cruzou a meta com vantagem de 4 ¼ corpos sobre Miracle Mile (3.Setembro Chove), que avançou do fundo do lote para formar a dupla. Energia Espacial (4.Agnes Gold) deu boa impressão na reta de chegada e finalizou em 3º, a 1 ½ corpo; Olympic Hollywood (4.Soldier Of Fortune), que liderou durante a maior parte do tempo, foi 4º, a 1 corpo; e Enólogo (5.Drosselmeyer), que vinha em último, avançou para a 5ª colocação, a 1 corpo.
OR NOIR, com apresentação de luxo de Venâncio Nahid, marcou seu 4º triunfo nas pistas (3º em prova clássica) em 12 atuações e registrou 2’31”45 nos 2.400m, grama pesada.


Or Noir, com W.S.Cardoso, é forte candidato ao GP Brasil

 

 

 
 

© 2018 - Jornal do Turfe Ltda.
Copyright Jornal do Turfe. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal do Turfe.